• HOME
  • WESLEY SATHLER

  • EXPEDIENTE
  • VALE A PENA LER DE NOVO
  • GALERIA

  • WS CHOICES



A BOLSA DE BOLSONARO

Publicado em 25/01/2019

Especialista capixaba explica cirurgia que será realizada no presidente Bolsonaro na próxima segunda
 
Foi marcada para a próxima segunda (28) a cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia do presidente Jair Bolsonaro. Esse será o terceiro procedimento cirúrgico após a facada levada pelo então presidenciável no dia 6 de setembro, durante a campanha eleitoral em Minas Gerais.
 
COMPLICAÇÕES
 
Especialista no assunto, o cirurgião do aparelho digestivo Raphael Eler explica que o procedimento apresenta poucos riscos de complicações. “A recuperação demora em média três semanas, e o paciente não sofre com sequelas físicas”, destacou.
 
RELIGAMENTO 
 
A cirurgia consistirá em abrir novamente o abdome para religar as alças do intestino grosso e normalizar o funcionamento intestinal. Atualmente o presidente utiliza uma bolsa para evitar a passagem de fezes pela área lesionada, reduzindo o risco de infecções. Com a cirurgia, a bolsa de colostomia não será mais utilizada.
 
INFECÇÕES
 
“Esse procedimento é bem mais simples do que os anteriores e representa poucos riscos. Apesar disso, trata-se de uma cirurgia e a equipe médica precisa estar preparada para a possibilidade de infecções, hérnias, fístulas ou obstruções”, destacou.


Compartilhe: