• HOME
  • WESLEY SATHLER

  • EXPEDIENTE
  • VALE A PENA LER DE NOVO
  • GALERIA

  • WS CHOICES



RAPHAEL ELER

Publicado em 28/12/2018

Nosso eleito de hoje, o médico Raphael Eler, nos explica que o Brasil é o 2º país no ranking de cirurgias bariátricas no mundo. Ele também alerta para os perigos da obesidade, que é hoje um problema grave de saúde pública no Brasil. Prova disso são as últimas pesquisas que revelaram que 19% da população brasileira é obesa.
 
Redução
 
Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, o Brasil é o segundo colocado no ranking mundial para esse tipo de cirurgia. Especialista no assunto, Raphael Eler explica que a conhecida cirurgia de redução de estômago é considerada a melhor alternativa para o tratamento da obesidade, quando outras opções já foram aplicadas e não resultaram em êxito, como a prática de atividade física e alimentação saudável por pelo menos dois anos. “Esse paciente precisa ter IMC maior que 40 ou com a presença de doenças relacionadas que oferecem sério risco à saúde, como diabetes, pressão alta, gordura no fígado e colesterol alto”, explicou.
 
Aumento
 
Estima-se que o número de cirurgias bariátricas realizadas no país aumentou 47% no último ano. “Esse dado é reflexo de um aumento considerável no número de obesos e de um maior acesso a informação, que contribui para esclarecer as dúvidas de muitos pacientes que se sentiam inseguros com a cirurgia”, acrescentou. 


Compartilhe: